Itaúna, quarta-feira, 29 de maio de 2013 às 13:42:43

Lero Lero nos Embalos

PENSAMENTO DO DIA

 

Depois da lei seca, a pergunta que não quer calar!

- E agora, quem vai comer as feias?

 

De Casal

De madrugada, um grito alto vem do quarto escuro.

O marido, que estava na sala assistindo filme na TV, entra correndo, acende a luz e vê um cara pelado pulando pra fora pela janela.

A mulher grita:

- Aquele cara me comeu duas vezes!

O marido pergunta:

- Duas? Por que você não gritou logo na primeira vez porra?

A mulher responde:

- Tava tudo escuro ... eu pensei que fosse você ... até que ele começou a dar a segunda ... aí eu achei estranho ...

 

Sex Shop

O rapaz acabara de iniciar em novo emprego num sex shop. O dono disse que iria sair por um instante e ele poderia cuidar das coisas. O novato relutou um pouco, mas como o chefe havia elogiado seu trabalho, concordou. Já sozinho na loja, entrou mocinha branca.

- Quanto é aquele consolo branco?

- R$ 70,00

- E quanto é o preto?

- R$ 100,00

- Acho que vou ficar com o preto. Nunca tive um preto antes.

Paga e sai.

Logo depois, uma moça negra entra na loja e pergunta:

- Quanto é aquele consolo preto?

- R$ 100,00 - responde o rapaz

- E o branco?

- R$ 70,00

- Acho que vou ficar com o branco. Nunca tive um branco antes.

Paga e sai.

Cerca de uma hora depois uma loira entra e pergunta:

- Quanto custam esses consolos?

- R$ 70,00 pelo branco, R$ 100,00 pelo preto.

- Huuummm... e quanto é aquele xadrezinho ali na prateleira?

- Bem, esse é um consolo muito especial. Custa R$ 330,00!

A loira pensa por um momento e responde:

- Vou levar o colorido mesmo, nunca tive um desses antes...

Pagou e saiu.

O dono da loja retorna e pergunta:

- Como foram as coisas enquanto estive fora?

O rapaz responde:

- Acho que me sai bem: vendi um consolo preto de R$ 100,00 , um consolo branco de R$ 70,00 e, depois, a garrafa térmica por R$ 330,00.

 

A formiga nervosa!!!!!

Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas.

Durante todo o outono, a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida para o período de inverno.

Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem o bate-papo com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha gelada.

Seu nome era 'Trabalho', e seu sobrenome era 'Sempre'.

Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e nos bares da cidade; não desperdiçou nem um minuto sequer.

Cantou durante todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu prá valer sem se preocupar com o inverno que estava por vir.

Então, passados alguns dias, começou a esfriar.

Era o inverno que estava começando.

A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e aconchegante toca, repleta de comida.

Mas alguém chamava por seu nome, do lado de fora da toca.

Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu. Sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari amarela com um aconchegante casaco de vison.

E a cigarra disse para a formiguinha:

- Olá, amiga, vou passar o inverno em Paris Será que você poderia cuidar da minha toca?

- E a formiguinha respondeu:

- Claro, sem problemas! Mas o que lhe aconteceu? Como você conseguiu dinheiro para ir à Paris e comprar esta Ferrari?

E a cigarra respondeu:

- Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um produtor gostou da minha voz. Fechei um contrato de seis meses para fazer show em Paris... À propósito, a amiga deseja alguma coisa de lá?

- Desejo sim, respondeu a formiguinha. Se você encontrar o La Fontaine (Autor da Fábula Original) por lá, manda ele ir para a 'Puta Que O Pariu!!!'

 

Sinceridade

Primeira noite dos recém-casados. Na cama, a moça diz ao rapaz:

- Sabe, amor, eu não disse a você, mas eu não sei fazer nada de nada!

- Não se preocupe, minha linda! Você tira a roupa, deita sobre a cama e deixa que eu faço o resto!

E ela, muito meigamente, responde:

- Não, amor! - Trepar, eu trepo bem pra cacete, desde os 12 anos. O que eu não sei é lavar, passar, cozinhar, arrumar casa ..

 

Remorso do Gaúcho

Um gaúcho entra na delegacia de polícia em Uruguaiana e dirige-se ao delegado:

- Vim me entregar, cometi um crime e desde então não consigo viver em paz.

- Tchê, disse o delegado, as leis aqui são muito brabas e são cumpridas e se tu és mesmo culpado não terá apelação nem dor de consciência que te livre da cadeia, mas fala...

- Atropelei um petista na estrada BR-472, perto de Itaqui.

- Ora xirú, como tu podes te culpar se estes petistas atravessam as ruas e as estradas a todo tempo?

- Mas o vivente estava no acostamento.

- Se estava no acostamento é porque queria atravessar; se não fosse tu, seria outro qualquer.

- Mas não tive nem a hombridade de avisar a família daquele qüera, sou um porqueira!

- Bueno, se tu tivesse avisado haveria manifestação, repúdio popular, passeata, repressão, pancadaria e morreria muito mais gente. Acho o senhor um pacifista, merece uma estátua.

- Mas senhor delegado, eu enterrei o coitado ali mesmo, na beira da estrada.

- Tá provado, tu és um grande humanista... enterrar um petista... és um benfeitor. Outro qualquer o abandonaria ali mesmo para ser comido por urubus e outros animais.

- Mas enquanto eu o enterrava, ele gritava: estou vivo, estou vivo!

- Garanto que era mentira dele. Esses petistas mentem muito!!!!

 

Entre pai e filha

- Papi, o meu namorado me disse umas coisas que não entendi... Falou que tenho um belo chassis, lindos air-bags e um para-choques fenomenal...

E o pai:

- Diz ao seu namorado, que se ele abrir o capô e tentar trocar o óleo do motor, eu arrebento o escapamento dele!

 

A lagarta e o girino

Uma lagarta se apaixonou por um girino e resolveram se casar. No dia do casamento, a lagarta foi pro seu casulo e demorou demais para sair. Quando saiu, o girino havia se transformado em um sapo feito e gordo e a lagarta em uma linda borboleta.

Vendo aquele sapo feio e gordo, a borboleta disse:

- Não caso com você, seu sapo feio!!!

E bateu asas e foi embora.

O sapo olhou a borboleta voando e com sua língua grande e certeira pegou a borboleta e a comeu.

Moral da História:

Se você está ficando velho, gordo e feio, mas tem uma boa língua, sempre vai comer alguém!

 

Parachoque de Caminhão

Água mole em pedra dura, tanta bate até que molha tudo.

 

Patrocínio da Coluna

Funerária São João

Pra você que sempre teve uma vida de cão.

 

Parabéns da Semana

Vão para Simone Vivian Moura, pelo seu niver dia 31.

E para Beatriz Chaves e Eustáquio Xavier, dia 1º de junho. Felicidades mil!!!

Lero Lero

Lero Lero

Lero Lero é pseudônimo de Wagner Belarmino, que é colunista do Jornal Integração há 14 anos. Ele trabalha no Setor de Patrimônio da Prefeitura Municipal de Itaúna.

Veja mais